TICAL usa cookies para te oferecer a melhor experiência possível na web.

Ao continuar a usar este site, você concorda em que armazenemos e acessemos cookies em seu dispositivo. Por favor, certifique-se de ler a Política de Cookies. Learn more

I understand

Marco To: Por que devemos percorrer a rota digital em direção às universidades inteligentes?

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Como uma universidade traça esta rota? A rota digital deve ser criada a partir de uma visão completa das necessidades de todas as comunidades da universidade; somente assim conheceremos adequadamente quais serão as soluções tecnológicas que terão melhores resultados, o que também resultará num uso mais eficiente de nossos orçamentos. A rota digital deve ser criada nas mais altas esferas da universidade e não somente no Departamento de TIC. Se as mais altas autoridades não estão de acordo com a rota, esta nunca vai se concretizar. Além disso, as autoridades da universidade conhecem bem a visão institucional, à qual os departamentos de TIC devem alinhar todos os seus objetivos, de maneira que a implementação de novas políticas, padrões e diretrizes seja feita de forma mais fluida.

Uma vez que temos a visão definida e o ok das autoridades universitárias, devemos parar um momento, tomar um tempo “fora” da rotina diária e começar a dedicar tempo para dialogar com todas as comunidades que formam a universidade. É aí que se começará a identificar todas as necessidades e problemas existentes em suas instituições. Há uma grande possibilidade que muitas das necessidades de cada comunidade sejam comuns entre si. Ademais, será a oportunidade de explicar às comunidades os rumos desejados pela instituição e como as soluções tecnológicas agora são um pilar do funcionamento de uma universidade.

Definitivamente cada universidade tem suas características e necessidades, mas o dinamismo e flexibilidade dos serviços digitais é algo imprescindível hoje em dia. Se pensarmos que nossos usuários finais são todos - alunos, professores, pesquisadores, pessoal administrativo, etc. - precisaremos criar um ecossistema completo, que cada sistema utilizado pela universidade seja interoperável e transparente para os usuários. As universidades podem chegar a ser tão grandes e complexas, que muitas vezes os esforços são duplicados ou triplicados, reduzindo os recursos das instituições. Além disso, em várias ocasiões, a comunicação entre comunidades internas e quem implementa as soluções tecnológicas é pobre, criando sistemas inoperantes ou com baixa utilização.

Hoje existem centenas de soluções tecnológicas para instituições acadêmicas, mas só saberemos qual é a mais adequada para nossas instituições se definirmos bem o caminho para essa universidade inteligente. O que é uma universidade inteligente? Em suma, é uma universidade que se digitalizou completamente e que será capaz de superar qualquer desafio no futuro usando as TIC. Acima de tudo, é uma universidade que consegue fazer com que cada uma dessas tecnologias funcione juntas, como parte de um grande ecossistema digital institucional ao serviço de todas as comunidades internas da universidade.

Marco Antonio To é engenheiro em eletrônica, informática e ciências da computação, com pós-graduação em redes de computadores pela Universidade Francisco Marroquín. Possui Mestrado em Gerenciamento de Telecomunicações pela Oklahoma State University, e Doutorado em Tecnologia da Informação pelas Universidades Galileu (Guatemala) e Paris Saclay.

Possui mais de 20 anos de experiência em áreas relacionadas à ciência da computação e telecomunicações em instituições acadêmicas de nível superior e no setor de infraestrutura de TIC. Atualmente, é diretor dos programas de mestrado e doutorado em TI da Universidade Galileu e presidente de organizações como a Rede Avançada de Pesquisa e Educação da Guatemala (RAGIE) e o primeiro ponto de intercâmbio de tráfego na Guatemala (IXP-GT).

ORGANIZAN

Verificando conexão a Redes Académicas ...

Contato

RedCLARA_Comunica@redclara.net

(+56) 2 584 86 18

Avenida El Parque 4680-A, Oficina 108
Huechuraba, Santiago, Chile.

Rambla República de México 6125
Montevideo 11400, Uruguay.

© Copyright 2017 . All Rights Reserved Spectrum Template by JoomShaper